9 de jun de 2015

As mulheres mais poderosas que se fizeram antes dos 50 anos

Descubra quam são e o que fizeram essas mulheres para serem as mais novas entre as mais ricas e poderosas do mundo, de acordo com o ranking da Forbes.





Elizabeth Holmes, 31 anos, revolucionou o mercado de testes sanguíneos. Deixou a faculdade de Stanford aos 19 anos e fundou uma startup aplicando tecnologia na área de saúde. O projeto se tornou a Theranos, empresa que conseguiu 400 milhões de dólares em investimentos e hoje vale nove bilhões de dólares. Dona de metade da empresa, ela deixou aqueles grandes tubos de sangue no passado. Antes tinham cerca de 10 centímetros.. Hoje, apenas 1,3 centímetros.





                                                                                                           
Cantora, compositora, dançarina e ativista, Beyoncé, 33 anos, não se cansa de conquistar títulos. Está na lista das mulheres mais poderosas do Mundo, em 21º lugar - e não é à toa. Começou sua carreira no grupo Destiny's Child e hoje já coleciona mais de 50 milhões de discos vendidos. Alcançou várias vezes o primeiro lugar na lista das músicas mais tocadas do mundo e sua popularidade já chegou ao Guiness Book, após bater recorde de vendas no iTunes. E, além de entretenimento, ela também luta pela causa das mulheres. Em seus shows e produções ela foca seu discurso em questões ligadas ao feminismo e igualdade de gênero.








CEO do Yahoo!, Marissa Mayer, 40 anos, está no 22º lugar na lista das Mulheres Mais Poderosas do Mundo da Forbes de 2015. É uma das CEOs mais bem pagas do mundo. Seu trabalho e salários se justificam, pois ela sabe o que faz. No dia em que tomou posse do Yahoo", fez um pedido pouco usual: queria ter acesso à base de códigos. Toda empresa de tecnologia tem um servidos, acessado apenas internamente, em que ficam armazenados os bilhões de linhas de códigos de seus softwares. É algo a que programadores têm acesso, não o presidente - por total falta de interesse. Nenhum dos que ocuparam aquela cadeira sabia programas. Mas Marissa sabia. Cientista da computação por Stanford, a norte-americano foi vice-presidente de serviços geográficos e locais do Google e em julho de 2012 foi nomeada presidente e diretora executiva do Tahoo!, cargo que ocupa hoje.



Adi Tatarko, 42 anos, é uma daquelas que teve uma ideia brilhante: o Houzz - um website que conecta arquitetos e profissionais das áreas de decoração e design. Desde 2009, a startup já arrecadou mais de US$ 200 milhões de investidores. Nascida em Israel, hoje ela e o marido moram na Califórnia e tocam o negócio. A rede, que é sucesso absoluto nos Estados Unidos, reúne mais de 370 mil fotos em alta definição e alguns projetos postados em 3D, o que permite ver todos os ângulos de um ambiente. Houzz, uma mistura de house e business, do inglês, já foi apelidado pela CNN como a "Wikipédia do design de interiores". 


Sara Blakely, 44 anos, dona da grife norte-americano de lingerie, faz questão de provar pessoalmente as peças que cria em reuniões com a diretoria. Difícil de acreditar, mas foi assim, e dentro de um pequeno apartamento em Atlanta, que ela começou sua carreira com a marca Spanx. Com investimento inicial de apenas US$ mil, ela é a segunda mais jovem bilionária do mundo, perdendo o título para a chinesa Yang Hyuian, de 30 anos. Mas Sara, assim como todas as outras mulheres da lista, tem um diferencial: não teve uma ajudinha de pai, família e de ninguém! Construiu sozinha seu império. Já trabalhou na Disney, foi vendedora de aparelhos de faz, e hoje sua marca é vendida em mais de 11.500 lojas de departamentos e em 40 países. 





Sheryl Sandberg, 45 anos, vice-presidente do Facebook, ela ainda não chegou à presidência, mas faz parte do conselho de administração de quatro grandes empresas. Autora do best-seller "Lean In", em português "Faça Acontecer", ela fala sobre liderança e mulheres poderosas. Eleita uma das fez figuras femininas mais poderosas do mundo pela Forbes, ela nos encoraja a sonhar alto e assumir riscos. Sheryl acredita que um maior número de mulheres na liderança levará a um tratamento mais justo de todas nós. Já trabalhou no Google e se juntou à rede social em 2008, sendo a única mulher durante 4 anos a fazer parte da equipe de liderança. Fez economia em Harvard, foi economista do Banco Mundial e já atuou como chefe de gabinete do Departamento do Tesouro americano.
 

Susan Wojcicki, 46 anos, CEO do Youtube, além de tabalhar no maior site de vídeos do mundo, também é hit em compartilhamentos. Susan tem 5 filhos e é uma grande defensora de boas práticas em empresas que conciliam trabalho e maternidade. Formada em Harvard, Susan também estudou administração e negócios na Califórnia. Foi a 16ª sexta funcionária do Google, onde trabalhava dentro de uma garagem. Agora é ela que está à frente de toda parte de vídeo das empresas, uma vez que são parceiras. Ela é responsável pela publicidade e por trazer mais anúncios e contas de sucesso para o Youtube.



Nenhum comentário:

Postar um comentário